"Seja Bem Vindo...Viaje neste jardim virtual!!Sinta-se em casa neste blog!Inscreva-se, compartilhe com os amigos, adicione-o aos seus favoritos, siga-me nesta viajem aos encantos da natureza"

30 de outubro de 2007

2ª Aula - Projeto








2.Projeto
Ao idealizar um jardim, o tema deve vir em primeiro lugar. O tema pode ser qualquer um, desde que se respeite a arquitetura dos elementos construídos: uma horta mais elaborada, um pomar, um recanto aconchegante, um canteiro tropical, um jardim inglês, uma reprodução da paisagem existente ou um grande jardim com uma série de espaços demarcados.
Um jardim é uma obra prima, um quadro, uma escultura que deverá ser projetada, pincelada e esculpida aos poucos com muita sensibilidade... e poderá sofrer mudanças no decorrer do trabalho.
Ao elaborar um projeto paisagístico deve-se levar em consideração os seguintes fatores:

§ O sonho e/ou as preferências dos usuários do jardim;
§ O estilo arquitetônico da construção que será emoldurada pelo jardim;
§ O limite financeiro que foi destinado para a execução do jardim;
§ Fatores práticos e técnicos;

2.1. Forma, textura e cor

· Forma-> Existem diferentes formatos de árvores, arbustos e forrações. Mas podemos criar formas através da poda.
· Textura-> Diferentes tipos de textura de folhas e flores agrupadas, dão idéias de volume e movimento ao jardim.
· Cor-> As folhas se apresentam em diversos cores e tons, mas nada parecido com as cores vivas das flores.

Há quem goste de jardins compostos apenas de folhagem; mas há quem goste de ver o jardim todo colorido; Mais uma vez, o bom senso e gosto pessoal vão determinar as cores do jardim. A harmonia, leveza e luminosidade dependem das cores escolhidas – Um jardim excessivamente colorido pode causar confusão visual.
Um canteiro colorido pode se destacar mais em um jardim todo verde. Pode-se iluminar um caminho ou canto escuro do jardim usando flores brancas.
Contrastes são bem vindos. Usa-se o verde das folhagens como pano de fundo para um canteiro colorido.
São várias as combinações que se pode fazer com folhas e flores, dentro de um padrão esteticamente agradável.

2.2.Estética (harmonia & proporção)

Estética é a arte e o dom de saber combinar elementos harmônicos na proporção certa. Não existe uma fórmula correta para se aplicar a harmonia e a proporção, mas, faltas e excessos são fatores que prejudicam o bom resultado de um trabalho.

2.3.Croqui

O planejamento é fundamental para um resultado satisfatório. Ao planejar, o ideal é que se ponha no papel tudo o que será executado.
O primeiro passo é medir o espaço a ser trabalhado para ter a noção da quantidade de materiais, plantas e acessórios que serão utilizados. Devemos desenhar no papel essas dimensões e criar os espaços que serão canteiros, gramados, caminhos, pérgulas, etc.
Só assim poderemos orçar o jardim.

2.4.A escolha das plantas

O importante é escolher as plantas adequadas ao tema, ao clima, a luminosidade, ao solo, a circulação de ar e a função que se deseja obter (quebra de vento, de som, sombreamento, etc.).
A melhor maneira de se conhecer uma planta é pesquisar suas características ou pergunte no horto onde for adquirir as mudas.
Uma dica é saber a origem (habitat natural) da planta. Observe, onde estão as bromélias, as orquídeas e as samambaias em seu habitat? Nas matas!!! Esta é a condição climática favorável para sua sobrevivência, onde elas gostam de viver naturalmente...E onde não vão dar quase trabalho para sobreviver. Neste caso é só criar um micro-clima semelhante ao de seu habitat no jardim.
Ao compor um canteiro com plantas variadas, deve-se unir plantas que tenham as mesmas preferências quanto à luminosidade, rega e tipo de solo. Isto facilitará a manutenção.

2.5.Materiais decorativos

Existem materiais diversos que podem ser usados para decorar um arranjo, construir caminhos e destacar um recanto.
Usam-se pedras decorativas, galhos, bambus, objetos decorativos, estátuas, vasos, etc... O exagero de materiais diferentes tira o encanto e não destaca nenhum canteiro em especial.

2.6.Orçamento

É o calculo dos custos de materiais, plantas e mão de obra.
Antes de começar a criar um projeto, deve-se levar em consideração a disponibilidade financeira para esta finalidade. Não adianta criar o jardim suspenso da Babilônia quando não se pode pagar por ele.
Além do croqui deve-se fazer uma lista de quantidade de plantas e materiais necessários a execução do projeto.Também será necessário calcular o preço dos profissionais que irão trabalhar neste projeto, caso não seja você mesmo.Um jardim está ao alcance de todos, basta viabilizar o projeto dentro dos gastos possíveis, mesmo que se tenha que parcelar a execução.

Espero que gostem.
Até a próxima aulinha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, sua opinião é muito importante para mim.Sinta-se à vontade.Seu comentário será enviado ao meu e-mail e caso você não deseje que eu o publique é só me avisar no corpo do texto, ok?! Obrigado!Monique

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Seguidores deste Jardim

Após clicar, veja o resultado no final da página!

Também escrevi...

Também projetei jardins reais...